Como mencionamos nos posts anteriores, a África do Sul é um país excepcional para o turismo, com muitos lugares a conhecer e muitas coisas a fazer. Mas – sem dúvida alguma – o Safári na África do Sul é uma experiência à parte! Cidades interessantes, belezas naturais, são muitas pelo mundo. Mas o que a África proporciona como nenhum outro lugar é o Safári. Pois é o Safári que vai tornar a sua viagem inesquecível – e possivelmente até mudar a sua forma de pensar em relação às suas próximas viagens.

Antes de mais nada, cabe aqui uma pergunta. O que há de tão diferente em um safári? Um leão na natureza é diferente de um leão em um zoológico?

Sim! Muito! Não na aparência, essa pode até ser igual. Mas seu COMPORTAMENTO é completamente diferente. A verdadeira qualidade de um safári é observar os animais vivendo a vida deles, em seu próprio habitat. Como caminham, como caçam, se vivem sozinhos ou em bandos, se são diurnos ou noturnos…

A verdade é que não há nada de realista em um zoológico. O animal dentro de uma jaula simplesmente com o propósito de exibição perde completamente seu lado selvagem, seu instinto de sobrevivência, e tudo mais que faz do animal o que ele é.

Esqueça os zoológicos e parques de entretenimento animal. Se você gosta de animais e vida selvagem, seu lugar é na África!

Onde fazer Safári na África do Sul?

Girafa - Safári na África do Sul

O lugar mais famoso na África do Sul por seus sáfaris é o Kruger National Park. O Kruger é um Parque Nacional de mais de 19mil km2 criado em 1926 com o objetivo de preservação da vida selvagem do local.

O Kruger fica no extremo Nordeste da África do Sul, próximo à fronteira com Zimbábue e Moçambique. Adicionalmente ao Kruger, há várias áreas, vizinhas deste, que também foram delimitadas como área de proteção ambiental. São chamadas de ‘private game reserves’ – “reservas privadas”.

Nesses casos, o país faz uma concessão a uma empresa privada para que esta gerencie a reserva, cuidando dela e podendo a usar para o turismo. Por esse motivo, as reservas privadas são limitadas a poucos hotéis, de uma mesma empresa, que utilizam a reserva para a prática de seus safáris.

Qual a diferença entre se hospedar no Kruger ou nas reservas privadas?

Kamapa River Lodge, no Kapama Game Reserve

As reservas privadas aderem ao mesmo regulamento e práticas de conservação que o Parque Nacional. A grande diferença, ao meu ver, é enquanto o Parque Nacional recebe um número ilimitado de turistas, e há veículos tanto dos hotéis quanto dos próprios turistas; nas reservas privadas, há um fluxo bem menor de veículos, o que pode favorecer o aparecimento dos animais.

É importante mencionar que, para o safári no Kruger, há opções de hospedagens tanto dentro como fora do parque. Mesmo dentro do Kruger, há diversas opções que variam de acampamentos a lodges de luxo. Clique aqui para conhecer mais sobre essas opções. Nos arredores do Parque, as opções de acomodação costumam ser mais baratas, e também são bem diversas.

Se for se hospedar fora do Kruger National Park, fique atento aos horários de abertura e fechamento do Parque.

Safári no Kruger National Park

Leoas caçando - Safári na África do Sul

Como chegar no Kruger? Partindo de Joanesburgo, há vôos diários para os aeroportos de Phalaborwa, Hoedspruit e Kruger Mpumalanga, que ficam nas proximidades do parque. Dos aeroportos, há translado rodoviário para o parque. Muitas pessoas optam por alugar um carro nestes aeroportos, ou mesmo ir até o Kruger de carro (4-5 horas de Joanesburgo).

Preciso pagar para entrar no Kruger? Sim, existe uma taxa de conservação cobrada por dia. Para estrangeiros visitando o parque em 2019, essa tarifa é 372 Rands (aprox. R$102) por adulto por dia. Leia o regulamento do parque antes de visitar, você pode acessá-lo por este link.

Como é o safári no Kruger? Muitas pessoas fazem safári no Kruger por conta própria, como um ‘self-drive’, com carro alugado. Veículos abertos só são permitidos se o motorista tiver uma licença válida. Há postos de combustível nos principais acampamentos espalhados pelo parque.

O Parque Nacional também oferece opções de safári, chamadas de ‘game drives’. São 3 as principais opções de safáris guiados:

  • Morning Drives (Safári matutino): começa próximo ao horário de abertura do parque, e dura cerca de 3 horas. Nesse safári você vê o sol nascendo.
  • Sunset Drives (Safári do pôr-do-sol): começa próximo ao pôr-do-sol e dura também em torno de 3 horas.
  • Night Drives (Safári noturno): começam por volta das 19h30 e duram cerca de 2 horas.

Os preços variam de acordo com a opção escolhida, e com o local de saída:

Além dessas 3 opções, há também a possibilidade de contratar safáris adicionais ou de utilizar o serviço Park and Ride, criado em parceria com as comunidades locais para estimular o desenvolvimento dessas comunidades, ao mesmo tempo que se incentiva o envolvimento dessa população local nos esforços de conservação.

Private Game Reserves

Elefante em safári no Kapama, na África do Sul

As reservas privadas próximas ao Kruger National Parque são:

  • Makalali Game Reserve
  • Olifants Game Reserve
  • Balule Game Reserve
  • Tshukudu Game Reserve
  • Kapama Game Reserve
  • Blyde River Canyon
  • Klaserie Game Reserve
  • Thornybush Game Reserve
  • Umbabat Game Reserve
  • TImbervati Game Reserve
  • Manyeleti Game Reserve
  • Sabi Sands Game Reserve

Nós nos hospedamos no Kapama River Lodge, dentro da reserva Kapama Game Reserve. A experiência foi única.

Kamapa River Lodge, no Kapama Game Reserve

A hospedagem incluía pensão completa (3 refeições super completas + lanches pela manhã e tarde) e 2 safáris por dia. Todas as refeições foram deliciosas, e todo staff do hotel foi muito atencioso. Os safáris eram sempre no amanhecer e no anoitecer, e cada equipe se comunica com as outras para avisar onde foi avistado determinado animal.

Os safáris eram sempre em veículo aberto, com um ‘tracker’ e um ‘ranger’ designado para o seu grupo. O ‘tracker’ era o responsável por “caçar” os animais de acordo com as pegadas e marcas deixadas na savana, e era incrível como ele sempre encontrava o que estava procurando.

Nosso safári no Kapama Game Reserve

Safári na África do Sul

Nós tivemos 2 dias incríveis no Kapama. Nosso tempo era dividido entre os safáris, os lanches e refeições e relaxamento no maravilhoso Kapama River Lodge.

Uma das grandes expectativas da maioria dos turistas que vêm à região do Kruger é ver os “Big 5” – os 5 mamíferos de grande porte mais difíceis de serem caçados. São eles: leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte

Sim, ver de perto esses animais é sensacional. Mas o destaque aqui não é para o animal em si, e sim para o contexto. Presenciar a convivência desses animais, em meio à savana africana, observar como vivem, cada minuto buscando recursos para sua sobrevivência… não tem nada igual.

É uma experiência que te transporta, você naturalmente se desliga do seu cotidiano e passa a maior parte do tempo só observando outras formas de vida. Vejam abaixo algumas fotos (da nossa câmera bem simples) que conseguimos tirar durante os safáris:

O rinoceronte, um dos animais mais lindos, na minha opinião. Apesar de sua força tremenda, os rinocerontes costumam ser bem calmos de forma que chegamos bem perto deles:

Rinoceronte - Safári na África do Sul

Avistamento do leão durante o primeiro safári noturno. O animal caminhava tranquilamente ao lado do nosso jipe durante o passeio:

Leão avistado no safári noturno na África do Sul

Impalas:

Impala, Safári na África do Sul

O animal mais agressivo de todos, o único que ficamos bem longe, o hipopótamo:

Hipopótamo - Safári na África do Sul

Uma das lindas girafas que cruzaram nosso caminho durante o safári:

Girafa - Safári na África do Sul

O elegante Kudu:

Kudu macho na África do Sul

Mamãe javali (Pumba!!!) caminhando com seus 2 filhotes!!!! Na maior parte do tempo seu rabo apontava para cima, como se para facilitar que seus filhotes a enxergassem mesmo no meio do matagal mais denso.

Warthog (Javali africano)

Uma família de zebras, tranquilamente se alimentando de capim, enquanto balançavam seus rabos infinitamente:

Zebras na Savana Africana - Safári na África do Sul

Waterbucks:

Waterbucks in Africa

O búfalo, um dos animais que mais vimos durante os safáris:

Búfalo - Safári na África do Sul

O chacal, um canídeo que habita alguns países da África:

Chacal em Safári na África do Sul

As leoas, diferentemente dos leões, andam em grupos, especialmente quando estão caçando:

Leoas caçando - Safári na África do Sul

Chegamos a ver esse grupo de 4 leoas perseguindo uma girafa!

Leoas caçando - Safári na África do Sul

E, por fim, o majestoso elefante, um dos animais mais cativantes da África:

Elefantes na África do Sul

Com frequência víamos esses lindos animais andando em manada, com pequenos filhotes entre eles:

Elefantes na África do Sul

 
 

Gostou desse post? Clique aqui para compartilhar:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:

Curtindo o frio e a natureza na Serra do Rio do Rastro

Quem são os Big 5?

O termo ‘Big 5’ é uma referência aos 5 animais mais difíceis de serem caçados na Savana Africana. São eles: o leão, o elefante, o búfalo, o leopardo e o rinoceronte.

Qual é o seu sonho de viagem?
  • Outros:

GALERIA DE FOTOS